quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Supersilent- 6 [2003]

O lançamento mais acessível e consistente dos reis do avant-garde norueguês!

Em última análise, o maior talento do Supersilent reside na habilidade de criar momentos de beleza intensa, independentemente do fato de ser denso ou esparso. Com lindos ainda enervantes vocais em falsete sem palavras por cima do esparso piano tilintando. 6 é, simplesmente, um lançamento difícil e denso ainda assim consistente de um dos grupos avant-garde com maior visão do futuro que ainda existem. Fãs de jazz, post-rock, electronica e música experimental deveriam ouvir esse álbum mais de uma vez para captar suas texturas intensas, densas e bonitas, e ouvir muitas vezes até descobrir o desdobramento da riqueza que produz algo novo a cada ouvida consecutiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário