quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Park Jefferson – Childhood [2010]



Felizmente, Park Jefferson não é somente melhor que as bandas antecessoras dos membros, mas ultrapassa bastante seus predecessores!

Childhood é um EP com três canções escritas em uma semana. As canções lidam com relacionamentos antigos, figuras paternas e amizades. Todos os temas bastante aflorados. Surpreendentemente, esses assuntos são explorados de forma autoconsciente e sincera. Isso leva a pedradas preciosas como “Estou inquieto como o verão/ Desgastado, como cartões de dias dos pais/ Gotejando da janela do piso superior/ Eu vomitei sangue e bati o carro”... Essa sensação de insuficiência que melhor explica o álbum.

Os vocais de Stutsman são poderosos, familiares e às vezes, assombrosos. Juntamente com suas letras, seus vocais são capazes de passar uma grande sensação de conforto e no fim disso tudo, você fica se perguntando por que ele não tinha manipulado os vocais tão bem nas suas bandas anteriores. Apoiado pelo talento de sua banda (a qual é constituída pelos restos da outra extinta banda de Midwest screamo, My Head In Clouds) a música é apertada, twinkly, e incrivelmente bem conduzida! É difícil não gritar junto à totalidade do EP.

Finalmente, o que você ganha com Childhood são três canções escritas por um grupo de adolescentes extremamente talentosos, mas não importa quanto talentosos sejam, é aparente que ainda são adolescentes! No entanto, isso não é algo ruim, dado que a maioria totalidade da cena revival emo é construída sob as costas de adolescentes angustiados. Então, claro, pode não ser nada exatamente novo, mas Childhood é uma estreia extremamente boa que mostra uma riqueza potencial na banda, o EP foi escrito dentro de uma semana. Só nos resta imaginar o que eles escreveriam em meses.

Vamos esperar para não demorar bastante tempo um novo lançamento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário